fbpx

5 cuidados que você deve ter ao emitir nota fiscal eletrônica

A nota fiscal eletrônica é obrigatória em diversos estados brasileiros e com certeza faz parte da rotina fiscal de muitos empreendedores e contadores.

Mesmo sendo muito mais fácil e prático de emitir em formato digital, ainda sim é preciso ficar muito atento e ter alguns cuidados na hora da emissão da nota.

Por isso, neste artigo, separamos os principais cuidados que você deve ter ao emitir nota fiscal eletrônica para você evitar erros e retrabalho. Confira!

1. Fique atento ao NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul)

O primeiro cuidado que você precisa ter no preenchimento da nota fiscal eletrônica é verificar se o cadastro dos produtos está correto, de acordo com NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul).

A Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM) é um código composto por 8 dígitos que oferece informações ao governo, para controle e identificação de produtos sujeitos à tributação nas operações comerciais.

Utilizar o código errado ou pular esse campo da nota é extremamente equivocado e pode trazer problemas em relação à tributação da nota fiscal.

Por isso, é necessário ter todo o cuidado ao preencher a NCM corretos dos produtos.

2. Muita atenção no preenchimento da nota fiscal

Preencher os campos obrigatórios das notas fiscais eletrônicas parece bastante óbvio, mas ainda acontece de esquecer ou até mesmo preencher com informações erradas ou incompletas.

Esse é um dos maiores problemas para as empresas, pois a nota emitida pela empresa comprova muitas coisas, e se elas estiverem erradas é muito provável que o Fisco chegue até a empresa.

Além disso, o preenchimento incorreto da nota pode gerar problemas principalmente em relação à mercadoria em transporte, podendo ocorrer apreensão em postos fiscais.

Lembre-se: confira todos os campos obrigatórios da sua nota fiscal eletrônica e preencha corretamente. Veja alguns campos que você deve preencher com cuidado:

  • Descrição dos produtos;
  • CFOP: você deve verificar se a descrição está de acordo com a Classificação Fiscal de Operações e Prestações (CFOP);
  • NCM: como falamos anteriormente, esse campo deve ser bem analisado no preenchimento da nota;
  • Unidade: forma de medir o produto (metros, kg, entre outros);
  • Quantidade: quantidade de unidades de medidas;
  • CST: a utilização do Código de Substituição Tributária;
  • Dados de Transporte: informações obrigatórias sobre a logística da mercadoria;
  • Tributos: tributos como ICMS e ST, mas também cálculo e preenchimento de IPI, Pis e Cofins, conforme o regime tributário;
  • Informações adicionais: preenchimento de dados para os quais não há campo específico no documento.

3. Cadastro de clientes atualizado

Aqui no blog, nós sempre lembramos a importância de ter o cadastro dos clientes atualizados, pois isso pode ser o fator que está dando erro na emissão das notas fiscais que você está preenchendo.

Os dados do cliente que devem constar em notas fiscais eletrônicas são, por exemplo, CNPJ, Inscrição Estadual ou Municipal, endereço completo, telefone, CEP e demais dados.

Fique atento! E se você identificou esse erro, chegou a hora de atualizar os cadastros dos seus clientes.

4. Verificar o certificado digital

Verificar o certificador digital ou conferir a validade do mesmo é requisito para não errar na emissão de Nota Fiscal Eletrônica.

Além disso, não dá para emitir nota fiscal eletrônica sem um certificado digital válido. O certificado digital é um dos requisitos básicos para a emissão.

Se você ainda não tem o certificado ou o seu é o A3, procure atualizá-lo para não ter que lidar com esse erro.
Internet ruim, instalação errada e computador inadequado também pode acarretar problemas com certificado digital. Verifique!

5. Solicitar pedido de uso na receita

Outro cuidado, antes de emitir o documento, é fazer o pedido de uso na receita. Geralmente, o seu contador realiza esse processo e o empresário confirma os dados e assina.

É um processo bem simples, mas fundamental para emissão da nota fiscal eletrônica e também um dos erros mais comuns, por isso recomendamos sempre analisar os requisitos para emissão de notas fiscais eletrônicas.

O auxílio do contador neste momento é essencial!

Extra: Contratar um sistema emissor de notas completo e com um bom suporte

Contar com a tecnologia para a emissão de nota fiscal eletrônica é INDISPENSÁVEL. E um sistema emissor de notas que oferece um bom suporte para te auxiliar é um dos cuidados mais importantes que você deve ter para emitir a nota fiscal eletrônica.

Contar com um software emissor de notas fiscais como o da Sibrax também ajuda na solução de muitos erros ao emitir NF-e. E para evitar qualquer problema na emissão da sua nota fiscal, todo cuidado é pouco!

Aproveite para conhecer nosso sistema emissor de notas. Teste por 30 dias e comprove na prática as funcionalidades do sistema. Preencha o formulário e baixe o sistema!


Esperamos que este artigo tenha sido útil para você!
Um grande abraço e até a próxima.

Veja outros artigos que podem ser do seu interesse:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *