5 falhas que comprometem a segurança do condomínio

Os condomínios sempre foram sinônimo de segurança e privacidade, sendo umas das primeiras opções de compra para quem quer se sentir mais seguro.

A quantidade de pessoas que moram, trabalham e transitam nas dependências dos condomínios é muito grande e, o controle e os cuidados devem ser redobrados por parte da portaria, síndico e administração. Por isso, investir e prezar pela segurança do empreendimento é primordial para que erros não afetem o bem-estar dos condôminos.

Mesmo tendo a tecnologia como aliada, algumas falhas ainda podem ocorrer no ambiente, principalmente no local mais importante do condomínio: a portaria.

Confira, neste artigo, cinco falhas que comprometem a segurança do condomínio para que você, síndico ou administrador, identifique-as e melhore ainda mais a segurança do empreendimento em sua gestão.

5 falhas na portaria que comprometem a segurança do condomínio

1 Descumprimento de regras da portaria

Um dos pontos fundamentais para que não haja falhas na segurança do condomínio é cumprir todas as regras, tanto os moradores como os funcionários.

É necessário se atentar a cada uma delas e não deixar nenhum item para trás. Essas regras ajudarão a definir o que é permitido ou proibido na portaria e no condomínio como um todo. Por exemplo, a entrada de veículos desconhecidos devem ser barradas e exigir a identificação de imediato. Essa é uma das regras da portaria que pode ajudar muito a controlar a movimentação no condomínio e garantir uma maior segurança para os condôminos e funcionários.

Essas regras devem ser definidas e registradas no regimento interno do condomínio, para que nenhum protocolo seja descumprido na portaria e também para que os moradores saibam e cumpram essas regras.

2 Não orientar ou qualificar o porteiro

A orientação e treinamento do profissional da portaria é um ponto que não se deve deixar passar. A qualificação do porteiro deve ser verificada de imediato, já na contratação, e em seguida orientá-lo e treiná-lo de acordo com as regras do condomínio e, principalmente, da portaria.

É importante salientar que um dos principais erros em um condomínio é desviar o profissional de suas obrigações, ou seja, atribuir outras funções fora da portaria, como receber e entregar encomendas, ficar responsável por objetos pessoais dos moradores, entre outros, esses são fatores que devem ser evitados. Abandonar a portaria é uma falha grave que compromete – e muito – a segurança do condomínio.

Estabelecer limites ao profissional em relação a distrações, como o uso de smartphones durante a jornada de trabalho, qualquer desvio de atenção da portaria pode acarretar problemas graves para o empreendimento.

3 Inexistência de equipamentos de segurança e estrutura física

Mais caro que investir em equipamentos de segurança – como por exemplo câmeras, softwares de controle, sistemas biométricos – são os problemas que a falta deles podem causar. A violência e o número de assaltos são fatores crescentes no país, e a tecnologia é uma aliada à segurança do condomínio.

A estrutura física também é um fator que deve ter a atenção dos gestores e síndicos. Muros, portões, cercas e a guarita são estratégias básicas de segurança do empreendimento e que não podem ser negligenciadas de jeito nenhum.

4 Ignorar áreas perigosas que cercam o condomínio

O mapeamento da área em que o condomínio está inserido deve ser pautado no planejamento de segurança.

Muitos fatores externos influenciam na movimentação dentro e fora do ambiente. Por isso, ao levar em consideração o externo, é possível implementar medidas preventivas para auxiliar no planejamento.

5 Falta de procedimentos emergenciais

Todos os funcionários do condomínio devem estar preparados para procedimentos emergenciais como acidentes ou incêndios, por exemplo, para que o porteiro não precise sair de seu posto para executar essas tarefas.

Um plano de emergência e preparo de todos os colaboradores auxiliam na identificação de problemas graves e também na solução dos mesmos.

A segurança do condomínio deve ser total prioridade dos administradores e síndicos, e são falhas como estas, citadas no artigo, que devem ser evitadas ao máximo, sempre pensando no bem-estar dos funcionários e moradores.

Se você gostou do post ou tem alguma dica para auxiliar na segurança do condomínio em que trabalha, deixe um comentário.

Aproveite e baixe também nosso eBook “Condomínio: normas, gestão e convívio” para se preparar e auxiliar nas suas tarefas do dia-a-dia. Preencha o formulário abaixo para receber o material, é gratuito!


One thought on “5 falhas que comprometem a segurança do condomínio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *