Condomínio e o eSocial: quais são as mudanças no cronograma?

Os condomínios estão obrigados ao eSocial e a partir de agora entra em um novo grupo e devem enviar as informações também em um novo prazo.

É preciso estar muito atento, pois essas mudanças no cronograma devem ser cumpridas adequadamente a partir de 2019.

Se você ainda não sabe quais são as novas datas para o envio do eSocial dos condomínios, leia este artigo, para esclarecer todas as suas dúvidas sobre o novo faseamento do eSocial para condomínios!

Condomínios pertencem ao Grupo 3 do novo cronograma do eSocial

O Grupo 3, é o novo grupo do eSocial. Nele estão inseridos as empresas do Simples, Empregador PF, Produtor Rural PF, MEI, sindicatos, condomínios, associações e entidades sem fins lucrativos.

Com a criação desse novo grupo, também surgiram um novo prazo de implantação e envio das informações ao eSocial. Veja a seguir!

Novos prazos de envio Grupo 3 ao e Social

Os condomínios devem cumprir a obrigatoriedade de transmissão de suas informações ao eSocial, mesmo que não tenham empregados, seguindo o novo cronograma de implantação do Grupo 3. Atualmente, os prazos são os seguintes:

  • Fase 1: 10/01/2019;
  • Fase 2: 10/04/2019;
  • Fase 3: 10/07/2019;
  • Fase 4 e 5: 10/2019.

Certificado digital para condomínios é obrigatório?

O certificado digital é necessário para todos os condomínios, por isso é urgente verificar se o condomínio já possui Certificado Digital ou atualizá-lo.

Se o condomínio não tem funcionários, também é necessário a certificação digital. O condomínio deverá transmitir ao eSocial o evento “Sem movimento”.

O não cumprimento do cronograma deixa o condomínio suscetível a multas e penalidades.

Como me adequar ao eSocial sem dores de cabeça?

Para se adequar ao eSocial sem dores de cabeça é importante que o seu sistema de folha de pagamento esteja adequado para a transferência dos arquivos de eventos ao eSocial.

O sistema de folha de pagamento Sibrax identifica automaticamente as informações que precisam ser enviadas em cada fase. Ele gera o arquivo e transmite ao eSocial, ao seu comando. A Receita recebe as informações e se houver erros, indica o que é necessário corrigir.

Destacamos também que a Sibrax preparou materiais de apoio exclusivos para você não ter nenhuma dor de cabeça com o eSocial. Assim tudo fica bem mais fácil, não é mesmo?

E aí, gostou deste artigo? Foi útil para você? Deixe-nos um comentário!

Aproveite e baixe nosso eBook “eSocial: por onde começar?”. Preencha o formulário abaixo, é gratuito.


One thought on “Condomínio e o eSocial: quais são as mudanças no cronograma?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *